sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Goela abaixo.


Caros amigos, seguidores, leitores e eleitores, hoje vou comentar os últimos acontecimentos políticos da nossa cidade. Acontecimentos estes cada vez mais surpreendentes.

Há menos de 15 dias, a situação era nebulosa. Um candidato estava com um mandado de prisão da justiça e, com isso, as outras candidaturas se resguardaram, esperando a definição do fato. Eis que, para a surpresa de muitos, surgiu o novo candidato da situação, Sr. Pedro Sales. Não tenho nada, absolutamente nada para falar que desabone o nome deste cidadão, mas tenho críticas a fazer quanto a sua escolha.

Parece óbvio para todo mundo qual é a intenção da situação. Eleger o Sr. Pedro e entregar o comando nas mãos do Fernando do Joca. E é isso mesmo, simples assim.

Quem aceitaria ser testa de ferro do Fernando do Joca? Tantos nomes foram ventilados: Luisinho Sales, Chiquinho Sales, Denisy Durão, Ricardo Rossi, Rafael Aquino, Júlio Sales e Wolney Sarto. Mas, no final, quem foi o escolhido? O do sogro, Pedro Sales.

Dois fatores chamaram a atenção nesta passagem. O primeiro foi a postura do Vereador Moisés, que por diversas vezes, nos mais variados locais e na presença das mais variadas pessoas, disse e repetiu que não aceitaria ser mantido como candidato a Vice-prefeito se o Fernando fosse afastado. Disse isso na copa da Câmara, na minha presença, do João do Conselho, do Adilson Alhadas e do Dr. Magela, chegando a dizer que, se isso acontecesse, ele apoiaria a candidatura do Magela. Claro que eu não acreditei, afinal já tive outras demonstrações de sua maneira de agir. Disseram também que lá na AABB, ele disse que, caso o Honório não o indicasse candidato a prefeito, iria para a rádio, falaria umas verdades sobre o Honório, espernearia, faria e aconteceria. Nada disso aconteceu.

O segundo fator foi o desprezo com que foi tratado o mesmo Moisés. Vereador mais bem votado da história de Bicas, candidato a Vice-prefeito na chapa da situação, jovem político promissor, porém, o único que não servia para ser o candidato da situação. Como vimos acima, vários nomes foram especulados para substituir o Fernando, mas o único que todos tinham certeza de que não seria era o dele. Por quê? Será que ele só serve para “carregar a cangalha”? A situação chegou num nível absurdo tão grande que preteriram o nome do Moisés para indicar o nome de um senhor com 75 anos de idade e nenhuma experiência em administração pública. Trocaram um jovem com curso superior, experiência como Secretário Municipal de Saúde, há um ano no comando do Poder Legislativo, por um ancião que nunca, em momento algum, esteve dentro do serviço ou da administração pública.

Creio que o Moisés está exatamente no lugar que ele merece, afinal de contas, uma pessoa que aceita esta situação como ele aceitou, não pode e não deve possuir poder e nem comandar os destinos da nossa cidade.

Resumindo, a candidatura do Sr. Pedro Sales foi empurrada goela abaixo das pessoas que acham que fazem parte do “grupo” da situação. Na verdade, mais uma vez, esta decisão foi tomada por umas três ou quatro pessoas, que se impõem à força e, como já disse no texto PT pode ficar refém do PSDB, quando o fazendeiro bate no cocho e grita culê, culê, os porcos todos vêm. Ou melhor, quase todos.

Vote Loro – 13.633, porque tem independência e coragem.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Candidato foragido.


Caros amigos, seguidores e eleitores, hoje quero esclarecer para vocês os fatos que envolvem a candidatura do grupo político do atual Prefeito de Bicas, Honório de Oliveira, à sua própria sucessão.

Primeiro quero deixar claro que o que vou expor aqui são os fatos, ou seja, o que existe de concreto sobre os “buchichos” que estão rondando todas as conversas políticas, sejam elas nos bares, em redes sociais ou nos bate-papos de esquinas. Não estou colocando aqui minhas opiniões pessoais sobre o assunto.

Hoje ao escrever este texto, sexta-feira (17/08/2012) às 20 horas, o Sr. Luiz Fernando Passos de Souza, o Fernando do Joca, é considerado um foragido da justiça. Isso por que foi expedido contra ele no dia 13 de agosto um mandado de prisão, como pode ser visto no documento acima, com validade até o dia 25 de agosto, por crime de ameaça, e como ele ainda não se apresentou, é considerado um foragido.

Isso é o que está acontecendo no momento, esta é a verdade. Isso ainda não significa dizer que o Fernando não poderá mais ser candidato, que seu mandato de vereador será cassado ou que ele realmente será preso.

Discutir se o fato que originou o processo e o mandado é justo ou não, não cabe a mim e nem a ninguém, cabe às instituições democráticas constituídas para este fim, ou seja, o Poder Judiciário. A única coisa sobre a qual isso nos faz refletir são as eleições 2012. Ficam as seguintes perguntas para que nossa população responda nas urnas no próximo dia 7 de outubro. Será que este, ou qualquer outro candidato que venha a ser apoiado pela atual administração, nesta altura do campeonato, merece credibilidade? Será que estas pessoas, que andam levantando bandeira para um candidato condenado pela justiça e com mandado de prisão expedido, merecem seu respeito e seu voto? Será que o interesse da população e da cidade, foi colocado acima de qualquer outro interesse particular, quando o Prefeito Honório indicou o nome do Fernando do Joca para Prefeito? Será que uma pessoa com estes antecedentes criminais, que podem o levar à prisão por um simples crime de ameaça, merece o apoio e a credibilidade da nossa população? Será? Será? Será?.......

Ficam aqui dois ditados populares para que vocês pensem sobre o assunto: “Os governantes são o reflexo da sociedade” e “Quem semeia vento, colhe tempestade”.

Por isso voto 14 – Magelá/Léa. FICHA LIMPA.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

O réu agora sou eu.


Caros amigos, seguidores e leitores, hoje quero trazer a vocês informações sobre a perseguição política à qual estou sendo submetido na Câmara Municipal de Bicas.

Foi aberta contra mim uma Comissão Especial para investigar possível quebra de decoro parlamentar, tudo porque disse em plenário acreditar que o Ministério Público teria se omitido com relação a uma denúncia feita por mim.

Inicialmente preciso dizer e reconhecer que a palavra omissão foi um pouco forte, dando a entender à própria representante do Ministério Público que eu estaria acusando alguém de cometer crime premeditado de prevaricação, como me acusa a Promotora de Justiça. Realmente não era essa a intenção, o que eu queria dizer era mais ou menos o que disse o Vereador Fernando do Joca, quando falou nesta mesma reunião que eu teria enviado uma denúncia à Promotora e ela “mandou a bola de volta para a Câmara”.

Aproveitando-se deste fato, e da manifestação da Promotora de Justiça, o Fernando do Joca resolveu relembrar os mais áureos tempos da ditadura militar em nosso país, ignorando nossa Constituição e nossa Lei Orgânica que garantem em seus textos a inviolabilidade dos parlamentares por suas palavras, opiniões e votos no exercício de seu mandato. Numa atitude totalmente autoritária, própria de sua personalidade, tenta realizar um movimento contra mim, arrebanhando inclusive o dono de um jornal que não goza de um conceito muito bom em nossa sociedade.

Creio que eu deva estar incomodando muito o Fernando, mas acho que ele exagera nesta preocupação. Não sou uma ameaça a ele como parece que ele pensa. Nas últimas eleições, com uma crença parecida na cabeça, a de que o Vereador Moisés, atual candidato a Vice-prefeito em sua chapa, igualmente lhe seria uma ameaça, ele tentou de todas as formas denegrir a imagem dele, dizendo coisas que nem valem a pena ser repetidas.

Resumindo caros leitores, hoje sou alvo de investigação, que pode resultar na cassação do meu mandato, ou melhor, de um mandato que não é meu, é um mandato que me foi confiado pela população de nossa cidade, mandato que exerci com todo empenho e dedicação. Enfrentando adversidades e sempre emitindo minha opinião, procurei sempre defender as mais diferentes posições e todas as minhas convicções. O maior erro que cometi nestes três anos e meio de mandato foi falar a verdade, o que por si só já traz muitos problemas, mas espero continuar tendo estes problemas, seja neste ou em outro mandato para qual peço mais uma vez seu voto de confiança.

Abraço.

JÁ DECIDI, É LORO DE NOVO! 13.633